Matt Damon fala sobre sua estreia na direção - que tem novidade no elenco

21/12/2011 por

Matt Damon fala sobre sua estreia na direção - que tem novidade no elenco

Matt Damon falou à rádio KCRW sobre o filme, ainda sem título, que co-escreveu com John Krasinski (The Office) e que marcará sua estreia na direção.

O longa contará a história de um vendedor que chega a uma pequena cidade e começa a questionar toda a sua existência. Damon e Krasinski protagonizam; Frances McDormand (Queime Depois de Ler) também está no elenco, contou Damon na entrevista.

Sobre seu primeiro trabalho atrás das câmeras, Damon explicou como assumir diversas funções, e abrir mão do próprio salário, é garantia de liberdade criativa: "Amo todo o processo do cinema e falar com os atores e, como também sou roteirista, pude colaborar com todos os diretores com quem trabalhei e realmente gosto de estar do outro lado da câmera. Acontece que se você escreve, dirige e atua de graça, você consegue um bom controle criativo do seu filme".

A base para sua nova carreira estaria na sua experiência com grandes nomes, como Steven Spielberg, Francis Ford Coppola e os irmãos Coen: "Há alguns anos, na primeira vez que me encontrei com Anthony Minghella, estávamos falando sobre O Talentoso Ripley e eu acabara de fazer Gênio Indomável, O Homem que Fazia Chover e O Resgate do Soldado Ryan, mas nenhum deles havia sido lançado ainda, e Minghella começou a me fazer perguntas sobre os diretores. Perguntou sobre Spielberg, Coppola e Gus Van Sant, e eu olhei desconfiado porque ele ganhou uns 100 Oscars por O Paciente Inglês. Ele era o campeão da cidade e estava me perguntando como esses outros caras trabalhavam. Daí ele sorriu e disse, 'Você não sabe disso ainda, mas cada um de nós vive em uma ilha e não conseguimos visitar as ilhas dos outros. Nós simplesmente aprendemos com a experiência e é por isso que acho que atores podem ser ótimos diretores, pois conseguem transitar entre as ilhas. Você consegue ver por dentro todos esses processos e pega o que funciona para você e coloca no seu próprio processo'. Então isso fez muito sentido para mim. Penso que os últimos 12 ou 13 anos foram um aprendizado com essas pessoas incríveis e aprendi muito com cada um [dos diretores com quem trabalhei]".

Do trabalho como ator veio também a certeza de que grandes diretores são como déspotas esclarecidos: "Todos são bastante colaborativos e entendem que é uma ditadura, apesar de ser uma ditadura benevolente. Eles tomam a decisão final. Como resultado, seus egos não são ameaçados por ideias... Na verdade, eles são bastante solícitos com todos os contratados, em todos os departamentos. A idea pode vir de qualquer lugar, é sobre criar um ambiente onde as ideias podem ser expressadas e eles podem sentar lá e escolher aquelas que funcionarão e aquelas que não. No final do dia o gosto deles é o fator arbitrário. Então eles têm um plano, mas todos estão dispostos a ouvir caso uma ideia melhor seja apresentada", explicou.

Damon também coproduz o filme, ao lado de seu amigo Ben Affleck. As filmagens devem acontecer no segundo trimestre de 2012.

Fonte: Omelete