A Vida antes da Realeza

(23 de mai de 2018)




Megan Markle é bem conhecida por seu papel na série Suits, no ar nesses últimos sete anos. A mais nova duquesa da Inglaterra teve um casamento elegante com o Príncipe Harry que atraiu vários colegas de trabalho de Suits, além de várias outras personalidades hollywoodianas.


E não é que eu havia esquecido de um dos primeiros papéis dela? Memórias de longo prazo nem sempre podem ser confiadas.


Fringe foi uma série que durou cinco temporadas, de 2008 a 2013, exibida na FOX. Criada por J.J. Abrams, a obra procedural foi uma mistura de Arquivo X e Alias, com um excelente núcleo "familiar" composto por personagens cativantes. Uma série que lidava com eventos inexplicáveis, estudava o mpacto da das descobertas científicas no mundo e como elas afetariam o futuro da humanidade.


Na segunda temporada, foi introduzida uma nova personagem, Amy Jessup, uma agente do FBI de formação religiosa que acreditava que todos os eventos misteriosos faziam parte de um plano maior. Lembrava bem desta personagem porque ela não passou do segundo episódio. Foi uma situação na qual os roteiristas abortaram a narrativa original e mudaram os roteiros, deixando a personagem rapidamente de lado.


Isso ocorreu em 2009. Eu lembrava bem da personagem desde então, e desejava tê-la visto em mais episódios. Mas nunca havia passado pela cabeça de que ela tinha sido interpretada por Markle, que tinha apenas algumas aparições outras séries e novelas antes disso. Suits veio dois anos depois de sua passagem por Fringe.


Confira duas cenas com a jovem atriz. Memórias merecem ser preservadas. Por um instante, naquela época, ela poderia ter sido uma das atrizes principais do seriado, tomando um rumo de carreira bem diferente. Se Fringe tivesse dado certo, Suits jamais teria se tornado parte dessa carreira, e é bem possível que ela e Harry poderiam ter nunca se aproximado.






Posted in Postado por Eduardo Jencarelli às 12:41  

0 comentários:

Postar um comentário