William Goldman: 1931-2018

(16 de nov de 2018)




William Goldman, roteirista responsável por algumas das obras mais clássicas do cinema, morreu hoje aos 87 anos.


Nem sempre roteiristas são figuras lembradas em Hollywood (a menos que também sejam diretores ou atores). Goldman se sobressaiu graças a força e durabilidade de sua prosa. Sua capacidade de construir uma cena dramática de forma simples se tornou referência para muitos escritores. Diversos atores transformaram suas frases de diálogo em momentos inesquecíveis.


"Ninguém sabe de nada" é uma frase atribuida a ele. Era uma forma de Goldman se libertar de pré-conceitos e noções pré-estabelecidas de como as coisas supostamente funcionam. Dessa forma, ele incentivava qualquer escritor a se arriscar e desenvolver uma obra inusitada ou fora do padrão, mesmo que existam aqueles que digam que aquilo não tenha como funcionar no mercado audiovisual.


Quem ainda lembra de Butch Cassidy ou de A Princesa Prometida? São duas das obras mais famosas do autor e roteirista. Todos os Homens do Presidente é até hoje a melhor adaptação sobre o escândalo de Watergate, e a forma como ele documenta de forma dramática a jornada de Woodward e Bernstein. E mesmo ele tendo partido, seu trabalho permanecerá vivo, sempre atraindo novos espectadores.


Confira duas cenas clássicas escritas por Goldman logo abaixo:






Posted in Postado por Eduardo Jencarelli às 08:51  

0 comentários:

Postar um comentário