Estreias da Semana - 26/01/2017

(26 de jan de 2017)




Confira em destaque as estreias desta quinta-feira a seguir:



Resident Evil 6: O Capítulo Final

Sobrevivente do massacre zumbi, Alice (Milla Jovovich) retorna para onde o pesadelo começou, Raccoon City, onde a Umbrella Corporation reúne suas forças para um ataque final contra os remanescentes do apocalipse. Para vencer a dura batalha final e salvar a raça humana, a heroína recruta velhos e novos amigos.

Ação / Horror / Ficção Científica - (Resident Evil: The Final Chapter) França / Alemanha / Canadá / Austrália, 2016.

Direção: Paul W.S. Anderson.
Roteiro: Paul W.S. Anderson.
Elenco: Milla Jovovich, Iain Glen, Ali Larter, Shawn Roberts, Eoin Macken, Fraser James, Ruby Rose, William Levy, Rola, Ever Anderson, Mark Simpson, Milton Schorr, Lee Joon-gi, dentre outros.

Duração: 106 min.
Classificação: 14 anos.



Quatro Vidas de um Cachorro

Um cachorro morre e reencarna várias vezes na Terra. Embora encontre novas pessoas e viva muitas aventuras, ele mantém sempre o sonho de reencontrar o seu primeiro dono, Ethan, seu maior amigo e o grande amor de sua vida.

Aventura / Comédia / Drama / Fantasia - (A Dog's Purpose) EUA, 2017.

Direção: Lasse Hallström.
Roteiro: W. Bruce Cameron, Cathryn Michon, Audrey Wells, Maya Forbes e Wallace Wolodarsky.
Elenco: Josh Gad, Dennis Quaid, Peggy Lipton, K.J. Apa, Bryce Gheisar, Juliet Rylance, Luke Kirby, Gabrielle Rose, Michael Bofshever, Britt Robertson, Logan Miller, John Ortiz, Pooch Hall, Nicole LaPlaca, Kirby Howell-Baptiste, dentre outros.

Duração: 120 min.
Classificação: 10 anos.



A Bailarina

Paris, 1869. Uma sonhadora menina órfã toma uma atitude arriscada para conseguir o que quer: foge para Paris a fim de realizar o sonho de ser uma grande bailarina. Lá ela decide se passar por outra pessoa, e consegue uma vaga no Grand Opera, onde vai aprontar muitas aventuras.

Animação / Aventura / Musical - (Ballerina) França / Canadá, 2016.

Direção: Eric Summer e Éric Warin.
Roteiro: Carol Noble, Eric Summer e Laurent Zeitoun.
Elenco: Elle Fanning, Dane DeHaan, Maddie Ziegler, Carly Rae Jepsen, Camille Cottin, Elana Dunkelman, Julie Khaner, Kaycie Chase, Shoshana Sperling, Laurent Maurel, Malik Bentalha, dentre outros.

Duração: 89 min.
Classificação: Livre.



Beleza Oculta

Após uma tragédia pessoal, Howard entra em depressão e passa a escrever cartas para a Morte, o Tempo e o Amor - algo que preocupa seus amigos. Mas o que parece impossível, se torna realidade quando essas três partes do universo decidem responder. Morte, Tempo e Amor vão tentar ensinar o valor da vida para o protagonista.

Drama / Romance - (Collateral Beauty) EUA, 2016.

Direção: David Frankel.
Roteiro: Allan Loeb.
Elenco: Will Smith, Edward Norton, Kate Winslet, Michael Peña, Helen Mirren, Naomie Harris, Keira Knightley, Jacob Latimore, Ann Dowd, Liza Colón-Zayas, Natalie Gold, Kylie Rogers, Mary Beth Peil, Jimmy Palumbo, dentre outros.

Duração: 97 min.
Classificação: 10 anos.



Max Steel

Max é um adolescente de 16 anos que, como todas as pessoas da sua idade, está passando por um período de descobertas. Entretanto, as transformações na vida do jovem estão relacionadas aos incríveis poderes que ele descobre ter quando entra em contato com uma força extraterrestre.

Ação / Aventura / Ficção Científica - EUA / Inglaterra, 2016.

Direção: Stewart Hendler.
Roteiro: Christopher Yost.
Elenco: Ben Winchell, Josh Brener, Maria Bello, Andy Garcia, Ana Villafañe, Mike Doyle, Phillip DeVona, Billy Slaughter, Al Mitchell, Lawrence Kao, Brett Gentile, dentre outros.

Duração: 92 min.
Classificação: 10 anos.



Até o Último Homem

Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

Drama / Guerra - (Hacksaw Ridge) EUA / Austrália, 2016.

Direção: Mel Gibson.
Roteiro: Robert Schenkkan e Andrew Knight.
Elenco: Andrew Garfield, Richard Pyros, Jacob Warner, Milo Gibson, Darcy Bryce, Roman Guerriero, Hugo Weaving, Rachel Griffths, Nathaniel Buzolic, Vince Vaughn, Sam Worthington, Richard Roxburgh, dentre outros.

Duração: 139 min.
Classificação: 16 anos.



A Morte de Luís XIV

No ano de 1715, mais especificamente no mês de agosto, o monarca Luís XIV começa a sentir dores na perna. Ele continua a exercer suas funções nos dias seguintes, mas passa a ter sonos intranquilos, além de problemas com alimentação e febre. Cada dia mais fraco, acompanhamos os lentos últimos dia da sua vida.

Drama / Biografia - (La mort de Louis XIV) França / Portugal / Espanha, 2016.

Direção: Albert Serra.
Roteiro: Thierry Lounas e Albert Serra.
Elenco: Jean-Pierre Léaud, Patrick d'Assumçao, Marc Susini, Bernard Belin, Irène Silvagni, Vicenç Altaió, Jacques Henric, Alain Lajoinie, dentre outros.

Duração: 115 min.
Classificação: 12 anos.



Nojoom, 10 anos, Divorciada

Aos dez anos de idade, Nojoom é entregue por seu pai a um homem adulto, para se casar contra a sua vontade. O marido passa a agredi-la e estuprá-la com frequência. A garota surpreende ao fazer o pedido de divórcio, mas nenhuma lei no Iêmen proibe o casamento infantil, e os costumes locais permitem que o marido disponha do seu corpo da esposa como quiser. Assim, os tribunais locais se encontram num dilema religioso e moral.

Drama - (Ana Nojoom bent alasherah wamotalagah) Iemem, 2014.

Direção: Khadija Al-Salami.
Roteiro: Khadija Al-Salami.
Elenco: Adnan Alkhader, Rana Mohammed, Reham Mohammed, dente outros.

Duração: 96 min.
Classificação: 16 anos.



O Ídolo

Um jovem rapaz de Gaza, Mohammad Assaf sonha um dia cantar na Cairo Opera House com sua irmã e sua melhor amiga, Nour. Um dia, Nour sofre um colapso e é levada ao hospital, onde descobrem que ela precisa de um transplante de rim, deixando Mohammad com o desejo de alcançar a fama como cantor. Escapando de Gaza para o Egito contra todos os obstáculos, Mohammad começa a jornada mais importante de sua vida.

Comédia / Drama - (Ya Tayr El Tayer) Egito / Emirados Árabes / Palestina, 2015.

Direção: Hany Abu-Assad.
Roteiro: Hany Abu-Assad e Sameh Zoabi.
Elenco: Tawfeek Barhom, Kais Attalah, Hiba Attalah, Ahmad Qasem, Abdel Kareem Barakeh, Teya Hussein, Dima Awawdeh, Ahmed Al Rokh, Saber Shreim, Amer Hlehel, Manal Awad, Walid Abed Elsalam, Eyad Hourani, dentre outros.

Duração: 100 min.
Classificação: 12 anos.



Paraíso

Durante um terrível período de guerra e de intensos conflitos bélicos, as vidas de três pessoas acabam se cruzando: Olga, uma aristocrata russa e membro da resistência francesa; Jules, um francês; e Helmut, um oficial de alta patente dentro das tropas nazistas.

Drama / Guerra - (Ray) Rússia / Alemanha, 2016.

Direção: Andreï Konchalovsky.
Roteiro: Andreï Konchalovsky e Elena Kiseleva.
Elenco: Yuliya Vysotskaya, Viktor Sukhorukov, Philippe Duquesne, Peter Kurth, Ramona Kunze-Libnow, Christian Clauss, George Lenz, dentre outros.

Duração: 130 min.
Classificação: a definir.



Posted in 0 comentários Postado por Eduardo Jencarelli às 11:32  

Os Ignorados do Oscar

(24 de jan de 2017)




Foi revelado hoje a lista de indicados ao Oscar 2017.


Dentre os favoritos, temos Moonlight, La La Land, Manchester à Beira-Mar, além de outros. Atores como Ryan Gosling, Emma Stone, Casey Affleck, Denzel Washington, Natalie Portman, Viggo Mortensen e Meryl Streep lideram as indicações nas várias categorias.


Contudo, não são eles que iremos discutir.


Todo ano há algum filme que acaba ficando de fora da premiação. Geralmente por problemas de campanha ou outros motivos, mas sua ausência fica sentida, pois são obras de qualidade, e em muitos casos estando no mesmo patamar dos indicados.


Animais Noturnos recebeu apenas uma indicação, a de Melhor Ator Coadjuvante para o excelente Michael Shannon (e que espero que leve a estatueta).


O filme foi uma das grandes surpresas do ano. Escrito e dirigido por Tom Ford, baseado no romance de Austin Wright, o filme é um exercício de metanarrativa com uma execução impressionante. Ele se divide em duas histórias: a do mundo real, protagonizada por Amy Adams, que é uma curadora de arte que se deixa levar por um livro escrito pelo seu ex-marido. A segunda história é o romance em si, que detalha a jornada de um pai de família que se envolve num acidente na estrada, cujas complicações terminam com sua esposa e filha sendo estupradas e mortas pelo outro motorista. Isso o coloca numa jornada em busca de vingança.


Jake Gyllenhaal é a força-motriz do filme. Vivendo tanto o ex-marido de Adams quanto o protagonista fictício do livro, ele transmite a vulnerabilidade e o sentimento de incapacidade. Assim como a personagem de Adams se envolve na trama do livro, o público assistindo ao filme segue a jornada de Gyllenhaal rangendo os dentes. E Shannon quase rouba a cena como o detetive que o ajuda.


A fotografia é um espetáculo, e as performances de Gyllenhaal, Adams e Shannon dão peso aos personagens. Fato que Gyllenhaal merecia uma indicação. Mas também pode se admitir que a categoria de Melhor Ator Principal estava bastante concorrida, tendo nomes de peso como Viggo Mortensen e Casey Affleck disputando a estatueta. Era uma proposta difícil incluir Gyllenhaal nessa.


Mas não incluir o trabalho de Tom Ford, que teve o trabalho de roteirizar e dirigir o longa por conta própria mostra um certo nível de indiferença e omissão por parte do comitê de votação. Não há trabalho mais difícil num filme do que direção. Este requer um conhecimento extenso de várias artes distinas, e também requer um forte compromisso pessoal. Além disso, adaptar uma história para o cinema é uma tarefa árdua, complicada e duradoura. Shannon pode ser um grande ator capaz de chamar atenção, mas o grande astro deste filme é a história em si. O esforço de Ford merecia mais atenção.


Outro filme que ficou completamente de fora da disputa foi Silence, a mais nova obra de Martin Scorsese.


O filme segue dois padres jesuítas (Adam Driver e Andrew Garfield) que viajam para o Japão a procura de seu mentor (vivido por Liam Neeson), e acabam tendo sua fé testada e abalada nessa jornada, que ocorreu numa época em que o catolicismo era proibido por lei.


Por um lado, foi o filme que uniu dois ícones de Star Wars (Qui-Gon Jinn e Kylo Ren). Por outro, foi uma obra ousada e atípica de Scorsese, que não lidava com questões religiosas desde A Última Tentação de Cristo. Só pelo trailer, dá para ver que o filme merecia muito mais reconhecimento por parte da academia. Um trabalho pessoal e dedicado, feito com maestria.


Silence recebeu apenas uma indicação, de Melhor Fotografia, graças ao trabalho de Rodrigo Prieto.


Infelizmente, este foi um filme que foi lançado tarde demais. São dezenas de filmes submetidos a indicação todo ano. Simplesmente não há tempo para assistir a tudo e conseguir fazer uma escolha bem definida. Sobressaem os filmes que fazem boa campanha para conseguir a atenção do comitê de votação (que passa de 7000 profissionais). Se Silence tivesse sido exibido meses antes, esse comitê teria tido mais tempo para perceber sua existência. Tanto que esse lançamento tardio acabou por minar qualquer chance de indicações em outras premiações pré-Oscar (ele ficou ausente no Globo de Ouro). Só de ele ter conseguido uma indicação de fotografia já foi uma vitória.


Voltando a Amy Adams, há outro filme dela que vale uma menção: A Chegada. Esse até recebeu várias indicações (incluindo Melhor Filme), mas ainda há uma injustiça dentre elas.


O filme, para quem não lembra, lida com a jornada de uma professora de linguística (vivida por Amy Adams) que recebe do governo norte-americano a missão de estabelecer contato com uma raça alienígena cujas naves pousaram na Terra.


A princípio, a trama lembra muito o filme Contato, de Robert Zemeckis, com Adams se adaptando a um papel bastante similar ao vivido por Jodie Foster. Mas este não é um filme sobre crença no desconhecido, e sim uma história de aprendizado. Sem escorregar em spoilers, a personagem Louise Banks enfrenta uma jornada de auto-conhecimento em meio a uma crise mundial. Banhado pela belíssima fotografia de Bradford Young e pela inesquecível trilha de Jóhann Jóhannsson, o filme é uma experiência deslumbrante que faz o público ponderar o valor da comunicação e como ela é essencial para nossa existência.


Este foi mais um acerto do sempre competente diretor Denis Villeneuve, cuja filmografia tem demonstrado uma diversidade impressionante (visto em filmes como Sicario). Ao contrário de cineastas como Christopher Nolan - que possui certas tendências narrativas - Villeneuve é capaz de contar histórias distinas e originais através dos mais diversos gêneros, e geralmente com personagens mais realistas.


Adams é eletrizante em cada minuto do filme. Ela que já tinha mostrado seu alcance em filmes como Trapaça e O Vencedor, foi capaz de carregar o peso da personagem e da narrativa de forma impecável. Ela possui imensa afinidade com o personagem vivido por Jeremy Renner. Mais do que qualquer outra coisa, sua expressão é essencial, já que boa parte do filme é contada através de seus olhos, e suas reações perante aos eventos que vivencia.


Contudo, Adams nem sequer entrou pra lista das indicadas a Melhor Atriz Principal. Já é uma competição forte demais, e isso apenas para ser indicada. Não sei o quanto o estúdio investiu na campanha de premiação, mas o favoritismo descarado de La La Land me faz questionar se Emma Stone realmente merecia ocupar uma dessas indicações. Era evidente que Natalie Portman e Isabelle Huppert seriam indicadas. E por mais que se admire o sempre excelente trabalho de Meryl Streep, era realmente necessário indicá-la mais uma vez? Por que não abrir mão somente dessa vez e dar espaço para uma artista menos conhecida?


Omitir também a trilha de Jóhann Jóhannsson foi outro erro. Você percebe a qualidade de um filme por sua trilha. As melhores obras possuem trilhas reconhecíveis que melhoram com o passar do tempo. Ninguém vai se lembrar da trilha de Jackie daqui a alguns anos.


Mas felizmente, esses são os únicos casos de omissão. A Chegada conseguiu várias indicações, incluindo por melhor roteiro, direção, edição e principalmente pela belíssima direção de fotografia. Young é o primeiro fotógrafo negro a ser indicado nessa categoria. Esse é um que merece torcida (e que provalvemente e infelizmente perderá para La La Land). Se ganhar nessas categorias, já será vantajoso para todos os que se esforçaram. Precisamos de mais filmes assim no cinema atual.


Veremos quais filmes ganharão em breve. Se serão aqueles que merecem é outra questão.



Posted in 0 comentários Postado por Eduardo Jencarelli às 08:18  

Estreias da Semana - 19/01/2017

(19 de jan de 2017)




Confira em destaque as estreias desta quinta-feira a seguir:



La La Land - Cantando Estações

Os caminhos de um pianista de jazz e uma atriz iniciante se cruzam em Los Angeles e os dois se apaixonam. Entre as dificuldades de alcançar uma carreira de fama e sucesso, Sebastian e Mia tentam fazer o relacionamento dar certo.

Comédia / Drama / Musical / Romance - (La La Land) EUA, 2016.

Direção: Damien Chazelle.
Roteiro: Damien Chazelle.
Elenco: Ryan Gosling, Emma Stone, J.K. Simmons, Callie Hernandez, Rosemarie DeWitt, Jason Fuchs, Josh Pence, Finn Wittrock, Valarie Rae Miller, Tom Everett Scott, Terry Walters, Anna Chazelle, dentre outros.

Duração: 128 min.
Classificação: Livre.



Manchester à Beira-Mar

Diante da morte do irmão, Lee Chandler se vê obrigado a voltar para sua cidade natal para cuidar do sobrinho adolescente e enfrentar as razões pelas quais abandonou o lugar.

Drama - (Manchester by the Sea) EUA, 2016.

Direção: Kenneth Lonergan.
Roteiro: Kenneth Lonergan.
Elenco: Casey Affleck, Ben O'Brien, Kyle Chandler, Michelle Williams, Lucas Hedges, Tate Donovan, C.J. Wilson, Kara Hayward, Kenneth Lonergan, Josh Hamilton, Matthew Broderick, Tom Kemp, Chloe Dixon, dentre outros.

Duração: 135 min.
Classificação: 14 anos.



Os Penetras 2 - Quem Dá Mais?

Beto se encontra desolado ao ter sido enganado por Marco, o malandro profissional. Internado em uma clínica psiquiátrica, Beto é surpreendido por uma notícia que muda os rumos de sua vida e de seus parceiros Laura e Nelson. Em seguida, os três conhecem Santiago, um milionário sedutor, e Oleg, um mafioso russo.

Comédia - Brasil, 2015.

Direção: Andrucha Waddington.
Roteiro: Renato Fagundes.
Elenco: Marcelo Adnet, Eduardo Sterblitch, Mariana Ximenes, Stepan Nercessian, Danton Mello, Elena Sopova, Laila Zaid, Mikhail Bronnikov, dentre outros.

Duração: 85 min.
Classificação: 12 anos.



xXx - Reativado

Desta vez, Xander Cage entra em conflito com o guerreiro Xiang e seu grupo. Os dois se enfrentam em uma corrida desenfreada para recuperar uma poderosa arma, conhecida como Caixa de Pandora. Após recrutar um novo grupo de soldados em busca de emoção, Xander se envolve em um plano mortal que aponta para uma conspiração nos mais altos níveis dos governos mundiais.

Ação / Aventura / Suspense - (xXx: Return of Xander Cage) EUA, 2017.

Direção: D.J. Caruso.
Roteiro: F. Scott Frazier.
Elenco: Vin Diesel, Donnie Yen, Deepika Padukone, Kris Wu, Ruby Rose, Tony Jaa, Nina Dobrev, Rory McCann, Toni Collette, Samuel L. Jackson, Ice Cube, Hermione Corfield, Tony Gonzalez, Al Sapienza, Neymar, dentre outros.

Duração: 107 min.
Classificação: 14 anos.



Os Saltimbancos Trapalhões - Rumo a Hollywood

Didi é um funcionário humilde que logo se torna a principal atração do circo Bartolo. Sabendo disto, o dono do circo encontra um jeito de passá-lo para trás e embolsar o dinheiro ganho a partir de suas apresentações. A decisão faz com que sua filha, Karina, fique contra o próprio pai.

Comédia - Brasil, 2016.

Direção: João Daniel Tikhomiroff.
Roteiro: Mauro Lima.
Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Livian Aragão, Rafael Vitti, Letícia Colin, Emílio Dantas, Alinne Moraes, Marcos Frota, dentre outros.

Duração: 99 min.
Classificação: Livre.



Posted in 0 comentários Postado por Eduardo Jencarelli às 10:50  

Estreias da Semana - 12/01/2017

(12 de jan de 2017)




Confira em destaque as estreias desta quinta-feira a seguir:



Assassin's Creed

Por meio de uma tecnologia revolucionária que destrava suas memórias genéticas, Callum Lynch experimenta as aventuras de seu ancestral, Aguilar, na Espanha do século XV. Callum descobre que é descendente de uma misteriosa sociedade secreta, os Assassinos, e acumula conhecimentos e habilidades incríveis para enfrentar a organização opressiva e poderosa dos Templários nos dias de hoje.

Ação / Aventura / Fantasia / Ficção Científica - EUA / França / Hong Kong / Inglaterra, 2016.

Direção: Justin Kurzel.
Roteiro: Michael Lesslie, Adam Cooper e Bill Collage.
Elenco: Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jeremy Irons, Brendan Gleeson, Charlotte Rampling, Michael Kenneth Williams, Denis Ménochet, Ariane Labed, Khalid Abdalla, Essie Davis, Matias Varela, Callum Turner, Carlos Bardem, Javier Gutiérrez, Brian Gleeson, Crystal Clarke, Hovik Keuchkerian, dentre outros.

Duração: 115 min.
Classificação: 12 anos.



Eu Fico Loko

Christian é um adolescente que tem certeza que é diferente: tudo acontece com ele. Ele escreveu num diário as mais divertidas e embaraçosas histórias de sua infância. E agora todos passarão a conhecê-las.

Comédia - Brasil, 2016.

Direção: Bruno Garotti.
Roteiro: Bruno Garotti.
Elenco: Filipe Bragança, Christian Figueiredo, Giovanna Grigio, Isabella Moreira, Michel Joelsas, Alessandra Negrini, Marcelo Airoldi, Suely Franco, dentre outros.

Duração: 92 min.
Classificação: 12 anos.



A Criada

Na Coreia do Sul dos anos 1930, uma jovem coreana é contratada para trabalhar para uma herdeira nipônica, que leva uma vida isolada ao lado do tio autoritário.

Drama / Romance / Suspense - (Ah-ga-ssi) Coréia do Sul, 2016.

Direção: Park Chan-wook.
Roteiro: Jeong Seo-kyeong e Park Chan-wook.
Elenco: Kim Min-hee, Kim Tae-ri, Ha Jung-woo, Jo Jin-woong, Kim Hae-suk, Moon So-ri, dentre outros.

Duração: 144 min.
Classificação: 18 anos.



Assim que Abro Meus Olhos

Túnisia, verão de 2010, poucos meses antes da Revolução: Farah, uma jovem de 18 anos, acaba de se formar e sua família já a vê como uma futura médica. Mas ela não pensa da mesma maneira. Ela canta em uma banda de rock política, é apaixonada pela vida, descobre o amor, o álcool e a cidade de noite, contra a vontade de sua mãe Hayet, que conhece muito bem a Tunísia e seus perigos.

Drama - (A Peine J'ouvre les Yeux) Tunísia / França / Bélgica / Emirados Árabes, 2015.

Direção: Leyla Bouzid.
Roteiro: Marie-Sophie Chambon e Leyla Bouzid.
Elenco: Baya Medhaffer, Ghalia Benali, Montassar Ayari, Lassaad Jamoussi, Aymen Omrani, Deena Abdelwahed, Youssef Soltana, Marwen Soltana, Najoua Mathouthi, dentre outros.

Duração: 102 min.
Classificação: 12 anos.



Posted in 0 comentários Postado por Eduardo Jencarelli às 11:05  




Quem se lembra do polêmico documentário protagonizado por Al Gore? Já faz mais de 10 anos que o filme do diretor Davis Guggenheim foi lançado, levando o Oscar de Melhor Documentário.


E agora teremos uma continuação. An Inconvenient Sequel (Uma Sequência Inconveniente) será exibido no Festival de Sundance em breve, e deverá ser lançado gradualmente ao decorrer do ano. A princípio, o filme não será uma longa apresentação de Power Point como foi o antecessor. Ele focará nas viagens que Gore vem fazendo pelo mundo, catalogando os efeitos do aquecimento global, e se reunindo com pessoas no mundo todo para debater as consequências.


Mais do que nunca, o tema do aquecimento global é relevante. No momento atual, repleto de discórdias e divisões, e no qual a eleição de alguém como Trump favorece o discurso de pessoas dispostas a desbancar teorias científicas comprovadas, é necessário que haja uma voz de razão servindo de contraponto. É preciso que todos prestem atenção nas mudanças climáticas e que se adaptem ao futuro.


Esperamos ver o trailer deste novo documentário em breve. Enquanto isso, confira o trailer da obra original de 2006. Confira também a hilária sequência de animação que descreve o fenômeno, exibida durante o filme.





Posted in 0 comentários Postado por Eduardo Jencarelli às 11:30  

Estreias da Semana - 05/01/2017

(5 de jan de 2017)




Confira em destaque as estreias desta quinta-feira a seguir:



Passageiros

Uma nave transporta milhares de passageiros para uma colônia distante. Uma falha em uma das câmaras de sono faz com que um dos passageiros acorde 90 anos antes do que os outros. Sob a perspectiva de envelhecer e morrer sozinho, ele decide acordar outro passageiro, transformando a ficção científica em uma improvável história de amor.

Romance / Ficção Científica - (Passengers) EUA, 2016.

Direção: Morten Tyldum.
Roteiro: Jon Spaiths.
Elenco: Chris Pratt, Jennifer Lawrence, Michael Sheen, Laurence Fishburne, Andy Garcia, Vince Foster, Kara Flowers, Conor Brophy, Julee Cerda, Aurora Perrineau, Chris Edgerly, Fred Melamed, dentre outros.

Duração: 116 min.
Classificação: 12 anos.



Moana - Um Mar de Aventuras

Filha do chefe de uma tribo na Oceania, Moana Waialiki tem como hobby e trabalho desbravar os mares. Moana sabe que vem de uma longa linhagem de navegadores, mas a curiosidade por seu passado e a vontade de ajudar sua família a levam por uma aventura em alto mar quando resolve visitar a ilha mítica onde seus ancestrais viviam, mas que ninguém sabe onde fica.

Animação / Aventura / Comédia - (Moana) EUA, 2016.

Direção: Ron Clements e John Musker.
Roteiro: Jared Bush.
Elenco: Auli'i Cravalho, Dwayne Johnson, Rachel House, Temuera Morrison, Jemaine Clement, Louis Bush, Nicole Scherzinger, Alan Tudyk, dentre outros.

Duração: 107 min.
Classificação: Livre.



Sete Minutos Depois da Meia-Noite

Um garoto de 13 anos vive uma vida que é um verdadeiro inferno: pai ausente, mãe com câncer terminal, vó megera e bullying na escola. Todas as noites, no entanto, o menino tem um sonho repetido que o ajuda a sair da realidade ao mesmo tempo que a piora.

Drama / Fantasia - (A Monster Calls) EUA / Inglaterra / Espanha / Canadá, 2016.

Direção: J.A. Bayona.
Roteiro: Patrick Ness.
Elenco: Lewis MacDougall, Sigourney Weaver, Felicity Jones, Toby Kebbell, Ben Moor, James Melville, Oliver Steer, Dominic Boyle, Jennifer Lim, Max Gabbay, Morgan Symes, Geraldine Chaplin, Liam Neeson, dentre outros.

Duração: 108 min.
Classificação: 12 anos.



Eu, Daniel Blake

O filme conta a história de um carpinteiro de 59 anos que está se recuperando de um ataque do coração e precisa de ajuda do Estado para se manter. Ele conhece a mãe solteira Katie e seus dois filhos, Daisy e Dylan, e eles acabam apoiando um ao outro.

Drama - (I, Daniel Blake) Inglaterra / França / Bélgica, 2016.

Direção: Ken Loach.
Roteiro: Paul Laverty.
Elenco: Dave Johns, Hayley Squires, Sharon Percy, Briana Shann, Dylan McKiernan, dentre outros.

Duração: 100 min.
Classificação: 12 anos.



O Apartamento

Devido a riscos de desabamento do prédio onde mora, um jovem casal é forçado a mudar para um novo apartamento no centro de Teerã. Mas um grave incidente ligado à inquilina anterior vai transformar drasticamente a sua vida.

Drama / Suspense - (Forushande) Irã / França, 2016.

Direção: Asghar Farhadi.
Roteiro: Asghar Farhadi.
Elenco: Shahab Hosseini, Taraneh Alidoosti, Babak Karimi, Mina Sadati, Farid Sajjadi Hosseini, Shirin Aghakashi, Mehdi Koushki, Ehteram Boroumand, dentre outros.

Duração: 125 min.
Classificação: 12 anos.



Dominação

Um cientista com habilidade de entrar no subconsciente de pessoas possuídas precisa salvar um garoto das garras de um demônio com poderes nunca antes vistos, enquanto enfrenta os horrores de seu passado.

Suspense / Horror - (Incarnate) EUA, 2016.

Direção: Brad Peyton.
Roteiro: Ronnie Christensen.
Elenco: Aaron Eckhart, Carice van Houten, Catalina Sandino Moreno, David Mazouz, Keir O'Donnell, Matt Nable, Emily Jackson, Paul Vincent O'Connor, Natalija Nogulich, John Pirruccello, dentre outros.

Duração: 91 min.
Classificação: 14 anos.



Posted in 0 comentários Postado por Eduardo Jencarelli às 10:55